Usuária realiza abaixo-assinado pedindo a ampliação do serviço Connect na Linha-13 Jade

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A assistente de vendas Regiane Vasconcelos, 34, que utiliza diariamente a Linha-13 Jade, decidiu realizar uma abaixo-assinado na internet, pedindo a ampliação dos horários do serviço Connect, que liga a estação Aeroporto até o Brás, em São Paulo, com paradas nas estações Guarulhos Cecap, Engenheiro Goulart e Tatuapé.

O serviço atualmente opera de segunda a sexta-feira, nos horários das 6h20, 7h, 7h40, 18h, 18h40 e 19h20, e aos sábados, somente na parte da manhã, com três viagens em cada sentido, às 6h20, 7h e 7h40. O Connect não funciona aos domingos e feriados. “Não consigo utilizar este serviço de manhã porque são poucos os horários, e com isso não consigo embarcar na estação Engenheiro Goulart para a Linha-12 Safira porque é muito cheia”, destacou em entrevista Regiane, alegando que já chegou atrasada no trabalho em uma hora por conta da grande lotação nos trens.

Segundo a assistente, se diminuísse o intervalo entre os horários, o serviço poderia atrair mais passageiros para utilizar a linha.  Apesar de ter criado o abaixo-assinado em uma página na internet (https://bit.ly/2HOH5pp), apenas 186 pessoas assinaram até a tarde de quinta-feira (21).

Já a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos afirmou que está em análise a possibilidade de ampliação nos horários. “A CPTM estuda a ampliação dos serviços da Linha 13-Jade Connect (Brás-Aeroporto Guarulhos, sem transferência pela 12-Safira) e Airport Express (viagens diretas entre Luz e Aeroporto Guarulhos) de acordo com a demanda e estratégia operacional”. 

De acordo com a CPTM, a Linha-13 Jade transporta, em média, 13 mil passageiros por dia, sendo o serviço Airport-Express, com viagens diretas entre as estações Luz e Aeroporto, com uma média de apenas 360 passageiros transportados por dia. “Já o serviço Connect, com viagens da Estação Brás até o Aeroporto-Guarulhos, transporta cerca de 9 mil passageiros por dia”.

Sobre os novos trens que devem entrar em operação na linha, a companhia afirmou que a previsão é de que ocorra no segundo semestre deste ano, depois de passar pelos testes de aceitação, já que estão fabricados pelo consórcio Temoinsa-Sifang. As composições terão oito carros cada, totalizando 170 metros de comprimento.  

Foto: Ivanildo Porto