Prefeitura remove muro e edificações de áreas públicas e de preservação na Vila União

Funcionários do Departamento de Acompanhamento e Controle de Ocupações Irregulares (DACOI) da Prefeitura, desfizeram um muro de cerca de 50 metros que ocupava irregularmente área às margens de um córrego na rua Creuza Sene Barbosa, na região da Vila União. A ação contou com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Proguaru.

Outra ação conjunta, envolvendo o DACOI, a GCM, a Proguaru e a Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) foi realizada na última terça-feira (2) no bairro Campo da Paz. No local, estavam aterrando uma várzea para edificação de uma obra não autorizada. O que configura crime ambiental, por tratar-se de uma Área de Proteção. A equipe derrubou alicerces e paredes que já estavam em construção e colocou obstáculos numa estrada clandestina impedindo assim o acesso à área. A EDP esteve no local para desligar a energia de um galpão de cerca de 300 m2 que funciona no local, que deverá ser demolido nos próximos dias, após  notificação a ser realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU).

Dando continuidade às ações, nessa segunda-feira, dia 1º, foram removidos 50 imóveis que ocupavam irregularmente a Viela Piquete, em Cumbica. Na última semana, foram desfeitas outras oito edificações na rua Rio Negro , no Cidade Soberana, além de uma ocupação irregular na rua Marileria, em Cumbica. As atividades envolveram o DACOI, a GCM e a Proguaru.

O DACOI é ligado à Secretaria de Justiça e realiza trabalho de fiscalização preventiva com o objetivo de coibir ocupações irregulares em áreas públicas, áreas de risco e de proteção ambiental. O DACOI trabalha em sintonia com outros setores da Prefeitura como as secretarias de Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano, e  Assuntos para a Segurança Pública, dependendo do caso.

A população pode ajudar, por meio de denúncia anônima, que pode ser feita pelos telefones 2453-6810 e 2453-6872, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.