Em sessão extraordinária, Câmara aprova plano de reestruturação da Guarda Civil

Assunto: GCM de Campos do Jordão visita equipamentos da GCM de Guarulhos Locall: Data: 04.02.2019 Foto: Fabio Nunes Teixeira

Antônio Boaventura

[email protected]

Depois de pouco mais de 1 ano, o projeto de reestruturação dos cargos da Guarda Civil Municipal (GCM), foi aprovado pela Câmara na sessão desta quinta-feira (28). A proposta, que ganhou apoio até da oposição, deve ser sancionada pelo prefeito Guti nos próximos dias para entrar em vigor a partir de 1º de janeiro.

Atualmente o município conta com 777 agentes da Guarda Municipal e um orçamento anual de quase R$ 80 milhões. A proposta também tem como finalidade de alterar o formato atual da ascensão, que deixaria de ser por avaliação dos superiores e passaria a ser por meio de concurso interno.

“A carreira desses profissionais que brilhantemente defendem a nossa cidade e os nossos munícipes devem ser valorizadas. Esse projeto é mais do que necessário por que são esses homens e mulheres que ficam sem saber o que esperam quando vestem uma farda no patrulhamento. A única certeza que eles têm é a de pedir direção, sabedoria e proteção à Deus”, disse o vereador Eduardo Barreto (PCdoB).

Para que a proposta pudesse ser encaminhada para a Casa de Leis foi necessário à criação e adaptação de leis existentes voltadas para este caso, além de realizar estudos sobre o impacto que pode causar no orçamento do município. A proposta também tem como finalidade de alterar o formato atual da ascensão, que deixaria de ser por avaliação dos superiores e passaria a ser por meio de concurso interno.

“Esse projeto não foi construído apenas pelo Executivo. Foi construído pelo legislativo e se nós tivéssemos aprovado antes existiria um número significativo de servidores que iriam ficar fora. O projeto teria que ser votado por volta desta data, além de ser construído também com a própria categoria”, observou o líder do governo, vereador Eduardo Carneiro (PSB).