Manutenção do ISS das empresas de ônibus segura reajuste na tarifa em Guarulhos

Antônio Boaventura

[email protected]

Diferente de outros anos, a prefeitura optou por manter a mesma tarifa de ônibus de 2019 para este ano. Dessa maneira, o usuário do sistema de transporte público que utilizar o Bilhete Único irá pagar o valor de R$ 4,45 e aquele que optar pelo pagamento em dinheiro o custo se mantém em R$ 4,70 e para empresas R$ 4,94. Esses valores foram mantidos em função do não reajuste do Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre as empresas que atuam no sistema.

Nos últimos anos, mais de 300 novos veículos foram incorporados à frota – 183, em 2017, e 159 no ano seguinte. Atualmente, o município conta com quase 900 ônibus para atendimento à população. Desses, aproximadamente 70 possui o serviço de wi-fi (internet móvel), além de um ponto na sede da Guarupass, empresa que administra o sistema de transporte coletivo, e outros cinco em terminais da cidade.

Em 2018, a administração pública dispendeu de mais de R$ 35 milhões em subsídios às empresas de ônibus – Campos dos Ouros, Viação Urbana e Vila Galvão. “A tarifa cobrada em 2019 será exatamente a mesma em 2020. É um compromisso nosso com vocês”, declarou o prefeito Guti (PSB).

Aliás, o congelamento no valor da cobrança do ISS aos prestadores de serviço do sistema de transporte coletivo não teve impacto somente na cobrança da tarifa, mas também na implantação do Passe Livre Estudantil para estudantes de baixa renda do município. Esta proposta de autoria do chefe do Poder Executivo foi aprovada no final do ano passado pela Câmara Municipal.

“O Passe Livre vai custar entre R$ 7 milhões e R$ 8 milhões por ano para que a gente consiga dar esse benefício aos estudantes de baixa renda do município, que são os que mais precisam desse acesso”, observou Guti.