Educação: Prefeitura descarta retorno das aulas como prevê o Plano São Paulo

Antônio Boaventura
[email protected]

Apesar da flexibilização prevista pelo Plano São Paulo, programa de retomada econômica elaborado pelo Governo do Estado de São Paulo em meio à pandemia provocada pela covid-19, Guarulhos descartou a retomada das aulas presenciais, que estavam previstas para retorno nesta terça-feira (08). O município está na fase amarela da proposta do Executivo Estadual desde o dia 13 do mês de julho.

Contudo, o relaxamento parcial das medidas para retorno das aulas prevê o máximo de 20% dos alunos. Para que o município possa desfrutar deste princípio é necessário estar há pelo menos aproximadamente 30 dias na fase amarela da proposta de retomada econômica apresentada pelo governo paulista para atenuar os efeitos causados pela pandemia dentro da economia.

Sem apresentar maiores detalhes, o governo guarulhense afirmou que as aulas continuam suspensas até o dia 30 deste mês, incluindo a rede privada. Antes desta data, a prefeitura, através da Secretaria de Educação, deve definir o retorno ou não das aulas. As cidades que aderiram a proposta do Governo do Estado poderão recomeçar as aulas com conteúdo normal no dia 07 do próximo mês. No entanto, a decisão de reabrir as escolas pertence aos municípios.

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo divulgou as séries prioritárias para esta retomada. São elas:

  • 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, que é o período de alfabetização;
  • 5º e 9º anos do Ensino Fundamental;
  • 3ª série do Ensino Médio