Governo de SP autoriza novas 624 moradias em Guarulhos

O Governo de São Paulo autorizou nesta sexta-feira (24), a implantação da segunda etapa do projeto de urbanização, regularização fundiária e recuperação ambiental de assentamento localizado no bairro Pimentas, em Guarulhos. Com investimentos de R$ 160,1 milhões, foi liberada abertura de licitações para construção de 624 apartamentos e urbanização de área de 99,7 mil m² da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), beneficiando 457 lotes existentes no local com obras de infraestrutura e titulação das moradias. O município também recebeu o Programa Viver Melhor. O Secretário de Estado da Habitação, Flavio Amary, e o presidente da CDHU, Silvio Vasconcellos, participaram do evento.

Nesta fase, o projeto prevê a edificação de três empreendimentos para atendimento habitacional definitivo de famílias que serão removidas do local: Guarulhos AA (228 apartamentos), Guarulhos C26 (130) e Guarulhos Y (266). Também contempla um conjunto de ações de urbanização em área denominada Guarulhos C, ocupada por 457 famílias, cujas moradias serão beneficiadas por obras de interligação de água e esgoto, pavimentação, drenagem e canalização de 291 metros de córregos. O local passará ainda por regularização fundiária e tratamento ambiental e paisagístico em áreas verdes de proteção permanente.

Desde o início das intervenções do Projeto Pimentas, já foram entregues 3,5 mil unidades habitacionais e 1.393 domicílios foram beneficiados por obras de urbanização e recuperação ambiental. Com atuação da equipe social da CDHU, também foram implantados vários projetos de organização e fomento ao desenvolvimento comunitário, como promoção da gastronomia local, ações de reciclagem, plantio e preservação ambiental, entre outros.

 

Viver Melhor

O Governo de SP também autorizou a implantação do Programa Viver Melhor em Guarulhos, com investimento de R? 6,6 milhões para a recuperação de 400 domicílios inadequados, assim distribuídos: núcelo Vila Cristina (38 moradias), Jardim Cristina (197) e Jardim Jovaia 2 (165). Criado em 2021 durante a pandemia, o Programa Viver Melhor promove a recuperação interna e externa de domicílios em inadequação habitacional em assentamentos precários. A meta é reformar nesta primeira etapa 17,5 mil domicílios com investimentos de R? 350 milhões. Já foi implantado em diversas comunidades, como em Heliópolis e Paraisópolis, na capital paulista.

A CDHU executa os serviços, sem custo para as famílias, como colocação de piso, revestimento, instalação de esquadrias, impermeabilização, restauração de telhados, reparos de drenagem, instalações elétricas e hidráulicas, conexão com rede de água e esgoto, melhorias em acessos e áreas comuns do núcleo habitacional, entre outros. As fachadas das casas também são recuperadas e ganham pintura colorida projetada para revitalizar a paisagem local.

Com recursos da agência de fomento Casa Paulista, o Viver Melhor aprimora as condições de habitabilidade, salubridade, acessibilidade para famílias com renda de até cinco salários mínimos. As áreas selecionadas estão em processo ou são passíveis de regularização fundiária. Estão excluídos os locais de risco e de proteção ambiental.

O trabalho desenvolvido pela CDHU consiste em três etapas: vistoria no local para avaliar a moradia e suas necessidades, coleta da assinatura do morador no termo de adesão e execução das obras de melhoria.

- PUBLICIDADE -