Moradores sofrem com falta de luz e com a insegurança no Jardim Valéria

Os moradores do Jardim Valéria estão sendo prejudicados pela falta de iluminação em vários pon­tos do bairro. De acordo com eles, faz mais de dois meses que os postes das ruas Arara e Bandeira Pau­lista estão com as luzes apagadas. Consequen­temente, aumentam os registros de criminalidade.

O morador José Silva, de 62 anos, afirmou que o acesso ao bairro está peri­goso pela escuridão e que os pedestres passam pela rua correndo para fugir de assaltos e outros crimes.

“A rua Bandeira Paulista está num escuro total. Os pedestres estão passando correndo todos os dias com medo dos assaltos acontecem com muita frequência”, alertou.

A dona de casa, Maria de Souza, mora em frente ao ponto de ônibus da via e presencia assaltos cons­tantes. “Eu não saio de casa à noite. Porém, já vi uma menina ser assaltada da minha garagem. Ela es­tava esperando o ônibus, mas depois de uns minutos um carro passou e, em seguida, roubou a bolsa e o celular dela”, disse Maria. Só na rua Bandeira Paulista a reportagem encontrou cinco postes sem luz.

Já na rua Arara, além do problema de falta de iluminação, existe também uma viela que é motivo de preocupação na região. Ana Cristina Dias, estu­dante, afirmou que não existe policiamento da área. “Quando eu estava vindo da escola, tive o meu celular roubado. A gente fica encurralada pelos bandidos. Não vejo segurança”, ressal­tou Ana.

A manutenção da rede pública do município foi concedida à Remo Construtora, através de licitação pública. No entanto, há um prazo de 15 dias para a assinatura do contrato para a em­presa assumir o serviço na cidade.

Em nota, o Departa­mento de Iluminação Pública (DIP) informou que fará vistoria nas vias citadas e tomará as providências necessárias. Disse que ainda que até a conclusão do processo de licitação da nova empre­sa de iluminação pública (homologação e assinatura do contrato), a manutenção ficará sob a responsabili­dade do DIP. Questionada sobre o policiamento no bairro, a Polícia Militar não se manifestou até a conclu­são desta edição.

Reportagem: Leticia Lopes
Foto: Ivanildo Porto