As três rodovias que cortam Guarulhos registraram queda de 46% no número de queimadas no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2016. No total foram 960 registros no ano passado, contra 511 nos seis primeiros meses de 2017.

A via com maior incidência é a rodovia Presidente Dutra. Somente entre janeiro e julho de 2017, foram registrados 351 focos de queimadas em matas e pastos próximos às pistas da via Dutra, sendo 10 no trecho de Guarulhos. Em comparação ao primeiro semestre de 2016, quando houve 577 registros, houve a redução de 39% de queimadas ao longo dos 402 quilômetros da rodovia. Em todo o ano de 2016 foram registradas 988 ocorrências de queimadas em toda a extensão da rodovia Presidente Dutra, sendo 30 delas no trecho entre os km 205,7 e 226,9, na cidade de Guarulhos.
Em segundo lugar está a rodovia Fernão Dias que nos seis primeiros meses deste ano contabilizou 44 registros. Em igual período do ano passado foram registrados 168 queimadas – totalizando em todo o ano de 2016, 316 focos de incêndio.

Já na rodovia Ayrton Senna, de janeiro a julho de 2017, a Ecopistas registrou 116 focos de incêndio. O número é aproximadamente 47% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando ocorreram 215 focos. Em todo o ano de 2016, foram registradas 316 ocorrências desse tipo.

Bitucas de cigarro jogadas pela janela são as principais causadoras

As queimadas às margens das rodovias são causadas, principalmente, por bitucas de cigarro acesas, jogadas pelos motoristas ou passageiros de veículos. Esta época do ano é mais propensa a queimadas devido à baixa umidade do ar e a ausência de chuvas. Outros fatores que contribuem para os incêndios em vegetação são o descarte de lixo de forma irregular e a queda de balões.

Além de provocarem danos ambientais, as queimadas também reduzem a segurança, uma vez que a fumaça prejudica a visibilidade dos motoristas, aumentando o risco de colisões traseiras.

Reportagem: Rosana Ibanez
rosanaibanez@guarulhoshoje.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here