Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Diferente da temporada anterior, a equipe de vôlei masculino do Corinthians-Guarulhos não conseguiu repetir os mesmos resultados e briga neste ano contra o rebaixamento para a Superliga B. Neste sábado (23), o escrete Alvinegro recebe no ginásio Poliesportivo Arnaldo José Celeste, conhecido como Ponte Grande, ás 18h, o vice-lanterna Caramuru Vôlei. Os dois últimos colocados são rebaixados.

“Estamos fazendo de tudo, mas tivemos algumas derrotas inesperadas, porém, temos totais condições de permanecer na Série A e estamos trabalhando duro pra isso, além de acreditar muito na nossa equipe”, declarou Marcelinho, ex-levantador da Seleção Brasileira.

O selecionado de Parque São Jorge ocupa atualmente a 10ª colocação na tabela de classificação com 14 pontos conquistados em 18 jogos realizados. Seu retrospecto aponta 4 vitórias e 14 derrotas. Marcelinho entende que a pressão existe por conta da ausência de resultados positivos e o posicionamento dos comandados do técnico Gersinho na competição.

“A pressão aumenta por conta da necessidade das vitórias, mas a gente tem que entrar bem tranquilo, calmo e lúcido para poder tomar as decisões certas nas horas certas. Essa pressão vem antes e depois das partidas, até por que durante a gente pensa em fazer o melhor e buscar as vitórias”, explicou.

O Corinthians-Guarulhos busca se reabilitar na tabela após sofrer o revés diante do Maringá (PR), na última rodada, por 3 sets a 0. Já o Caramuru venceu fora de casa o Vôlei Um Itapetininga, 8º colocado, por 3 a 2. No primeiro turno, jogando fora de casa, os guarulhenses venceram por 3 sets a 2 (parciais de 31/33, 25/16, 25/22, 18/25 e 9/15). 

“A gente tem que fazer o que o Gerson, nosso técnico, está nos passando nas preleções e jogar com calma e cada um fazer o melhor dentro da quadra, que eu tenho certeza que a vitória virá naturalmente”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here