Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

A MPC Agenciamento Esportivo, empresa gestoras das categorias Sub-15 e Sub-17 do União Agrícola Barbarense Futebol Clube, afirmou nesta quarta-feira (17) que pretende solicitar de forma legal a cessão de uso do campo de futebol do complexo esportivo Arnaldo José Celeste, o Ponte Grande. Equipes utilizam a estrutura desde o começo do mês passado de forma irregular.

O HOJE teve acesso ao documento assinado por José Valdemar da Silva Bezerra, representante da empresa em questão, que solicita o uso da estrutura em 11 de março. Nele, a MPC requer a utilização do espaço de segunda à sexta das 14h ás 18h com a responsabilidade da mesma pela manutenção do local.

De acordo com Adilson Pavão, responsável legal pela MPC, a empresa já realizou trabalho de melhoria no campo e que não há cobrança de valores para que os atletas possam participar da equipe. Ele ressaltou que a proposta, além das disputas oficiais do Campeonato Paulista, é proporcionar oportunidade aos jovens.

“A gente nunca cobrou taxa nenhuma. Eu fiz um requerimento que nos foi passado e assinado pela MPC. Esse documento foi preenchido na data de 11 de março, quando foi o nosso início. Colocamos uma carreta de terra e um caminhão de areia, e gastamos R$ 1.650,00. A gente não iria agir de má fé e temos a intensão de dar oportunidades aos garotos”, disse Pavão.

Contudo, a prefeitura, por meio da Secretaria de Esporte, emitiu comunicado direcionado a diretoria do clube da cidade de Santa Bárbara D’Oeste para que pudesse deixar de utilizar as dependências daquela estrutura municipal nesta quarta-feira. Em caso de descumprimento, a administração pública afirmou levar o caso ao Judiciário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here