Com ajuda da iniciativa privada, Flamengo consegue R$ 9 mi para modernizar estádio

Antônio Boaventura

[email protected]

Depois da Prefeitura de Guarulhos anunciar a possibilidade de revogar a concessão do estádio Antônio Soares de Oliveira, no Jardim Tranquilidade, ao Flamengo, a direção do rubro-negro se movimentou e afirmou ter conseguido R$ 9 milhões para investir na modernização da praça esportiva com o apoio da iniciativa privada.

Segundo o presidente do Corvo, Edson David Filho, a proposta já é de conhecimento do prefeito Guti (PSB), que já teria aprovado a iniciativa. Os próximos passos dependem da avaliação da Secretaria da Justiça. Caso, a sugestão flamenguista seja acatada, o governo municipal deve descartar a abertura de uma PPP (Participação Público-Privada).

O secretário de Esportes, Rogério Hamam, defende o processo por PPP. Ele informou que a revogação da concessão não impede que o Flamengo ou o Guarulhos GRU deixem de atuar no estádio pelas competições em que estão envolvidos.

“Apresentamos em conjunto com um parceiro da iniciativa privada um projeto de investimento no estádio de R$ 9 milhões em cinco anos. Todo o projeto já foi apresentado à prefeitura e estão verificando a viabilidade desse projeto no Jurídico. O prefeito gostou, avalizou a ideia e pediu para que fosse dado o devido andamento”, explicou Filho.

O estádio foi inaugurado na década de 1990 e foi concedido por tempo indeterminado à Associação Atlética Flamengo. A média de público no estádio é de 400 torcedores por partida. Além da equipe flamenguista, o Guarulhos também utiliza o espaço em seus compromissos pelas competições que disputa.

Após a vitória por 1 a 0 sobre o José Bonifácio, fora de casa, na estreia da segunda fase do Campeonato Paulista da 4ª Divisão, o Flamengo recebe neste domingo (14), em Guarulhos, a Matonense, que empatou em 0 a 0 com o São José.