Com apenas um atleta estrangeiro, Volta e Guarulhos se encerra neste domingo

Antônio Boaventura

[email protected]

Em uma edição mais econômica, em todos os aspectos, a 4ª Volta Ciclística Internacional de Guarulhos conta nesta edição com apenas um atleta estrangeiro. Trata-se do argentino Francisco Chamorro. Além do gringo, Lauro Chaman, primeiro atleta brasileiro do ciclismo a conquistar uma medalha olímpica nos Jogos Rio 2016, é outro destaque da competição em território guarulhense.

De acordo com Cláudio dos Santos, responsável pela organização do evento, estava prevista a participação de aproximadamente 30 equipes, porém, imprevistos impediram atingir o número de equipes que foram reduzidas a 18, oriundas do Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Indaiatuba, Guaratinguetá, Pindamonhangaba, Rio Claro e outras cidades. O percurso total de cerca de 264 km será divididos em três etapas, sendo um Prólogo e dois trechos de estrada.

A prova começou com Prólogo Individual no Lago dos Patos, na Vila Galvão. Prólogo é uma modalidade no ciclismo no sistema de contrarrelógio que define quem será o primeiro a usar a camisa de líder. Neste sábado (26) acontece a segunda etapa, em Pindamonhangaba, com 165 km e largada a partir das 11h. E, no domingo (11), a terceira e última etapa que passará por importantes vias de Guarulhos como Paulo Faccini e Anel Viário, com 99 km e largada às 8h.

“Tivemos que ajustar o percurso para que atendesse a grandeza do evento e mesmo que ultrapasse os limites de Guarulhos, a gente procurou fazer uma atuação no Estado. As dificuldades foram muito grandes e quando o país está em dificuldade, atinge também as demais esferas”, disse o secretário municipal da Esportes, Rogério Hamam.

Foto: Ivanildo Porto