Trump diz que China cumpre acordo comercial, mas reitera críticas a país asiático

(AP Photo/Evan Vucci)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira, 17, que a China está cumprindo a fase 1 do acordo comercial firmado entre as duas economias em janeiro, com compras recordes de soja, milho e carne americanos. Mesmo assim, o republicano repetiu críticas recorrentes ao país asiático. “A China tem se aproveitado de nós por 25 anos”, criticou, em entrevista à Fox News.

No dia em que o Departamento do Comércio anunciou novas restrições à Huawei, Trump acusou Pequim de usar a gigante das telecomunicações para espionar Washington.

Segundo ele, os EUA não vão compartilhar informações de inteligência com países que mantenham negócios com a empresa. “Não queremos equipamentos da China aqui”, disse ele, acrescentando que os chineses deixaram o coronavírus se espalhar pelo mundo, mas não em todo o país.

O líder da Casa Branca comentou ainda as negociações por uma nova rodada de estímulos fiscais. Para ele, a oposição quer garantir US$ 1 trilhão para socorrer Estados “mal administrados” por democratas. Trump criticou os esforços da legenda oposicionista para ampliar a votação por correio e disse que, dessa maneira, a eleição não será justa.

O presidente dos EUA exortou o Serviço Postal americano a elevar as taxas cobradas a Amazon e outros varejistas, que, de acordo com ele, representam o maior problema para o sistema.

Trump informou, por último, que estuda a possibilidade de permitir a exploração de petróleo em um parque nacional do Estado do Alasca.