Cidade: Número de passageiros no transporte coletivo teve queda de 47% no mês de julho

Este é o estado de um dos veículos que circula na linha municipal 342 - Vila União / Centro - Crédito: Patrícia Pino

Antônio Boaventura
[email protected]

O sistema de transporte coletivo da cidade de Guarulhos (SP) segue apresentando seus sintomas provocados pelo avanço da pandemia do Covid-19. De acordo com a Prefeitura, através da secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana, o número de passageiros transportados durante o mês de julho deste ano é 47% inferior ao mesmo período do ano anterior. No entanto, passageiros também reclamam das condições em que os veículos circulam pelo município.

O HOJE obteve a informação de que no sétimo mês deste ano foram transportados 5.908.684 pessoas, enquanto no mesmo período de 2019 cerca de 11.206.298 passageiros utilizaram o sistema de transporte para sua locomoção dentro da cidade. O município conta com 866 ônibus distribuídos em 108 linhas. Para conter os efeitos da pandemia, que reduziu a frequência dos usuários em até 80%, a administração pública optou no começo de abril pela redução de 56% de sua frota.

Ainda como medida de prevenção e combate à proliferação do vírus, a Prefeitura revelou que todos os ônibus são lavados e higienizados na saída dos mesmos das garagens de suas respectivas empresas. Depois em todos os terminais, nas paradas ao final de uma viagem, é feita higienização no interior dos veículos, com utilização de álcool em gel e limpeza das portas, bancos e vidros.

A reportagem também procurou a Guarupass, empresa responsável pela gestão do sistema de transporte público de Guarulhos (SP), mas não obteve qualquer resposta sobre o assunto. Alguns passageiros, em especial, da linha municipal 342 – Vila União / Centro -, questionam os procedimentos utilizados para higienização e conservação dos veículos. Já o Governo Municipal ressalta que a fiscalização é realizada pelos agentes de transportes da Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana.

“Gostaria de noticiar o estado do ônibus da linha 342 [Vila União / Centro]. Estava imundo cheio de terra e poeira. Pagamos uma passagem cara [R$ 4,45 – com Cartão Cidadão] para andar um ônibus assim!”, disse a passageira Patrícia Pino.