Cidade: Senado aprova empréstimo de quase R$ 516 milhões junto à CAF para drenagem do Baquirivu

Senado aprovou empréstimo de quase R$ 516 milhões junto à CAF para drenagem do rio Baquirivu-Guaçu - Crédito: Divulgação

Antônio Boaventura
[email protected]

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (02) o empréstimo de aproximadamente R$ 516 milhões junto à Corporação Andina do Fomento (CAF) para drenagem do trecho guarulhense do rio Baquirivu-Guaçu. Apesar da aprovação da Casa Alta do legislativo nacional, esta iniciativa necessita do aval do presidente Jair Bolsonaro, sem partido. Este programa pode beneficiar quase 330 mil pessoas.

“Quero agradecer ao general Braga Neto, ministro-chefe da Casa Civil, que prontamente fez circular o documento e colhendo às assinaturas necessárias, além de encaminhar para esta Casa esta proposta de empréstimo”, declarou o senador Davi Alcolumbre (DEM), presidente do Senado Federal.

Já o senador Major Olímpio (PSL), relator desta proposta, ressaltou o empenho do também senador Omar Aziz (PSD), que preside a Comissão de Assuntos Econômicos (CAS) daquela Casa de Leis, e alerta para que a proposta possa tramitar sem problemas em relação aos prazos eleitorais, já que no mês de novembro será realizada as eleições para vereadores e prefeitos.

“Se não votado e promulgado, pedido que vou fazer ao nosso presidente [Jair Bolsonaro, sem partido], ainda hoje, em decorrência dos prazos eleitorais. O senhor [senador Davi Alcolumbre (DEM)] agilizou no âmbito do Governo”, disse o senador Major Olímpio.

No dia 07 de julho deste ano, o Banco de Desenvolvimento da América Latina aprovou o empréstimo no valor de 96 milhões de dólares (aproximadamente R$ 516 milhões) para o Programa de Macrodrenagem e Controle de Inundações do Rio Baquirivu-Guaçu, que tem como objetivo melhorar os sistemas de drenagem e a mobilidade urbana de Guarulhos, o que inclui uma série de obras viárias, urbanísticas e habitacionais.

Diante deste cenário, representantes da Corporação Andina do Fomento (CAF), visitaram a cidade em março deste ano. No entanto, para a assinatura do contrato, faltava a aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Posteriormente, a operação deverá ser aprovada pelo Senado. Esta iniciativa pode beneficiar 326.799 moradores dos bairros Bonsucesso, Taboão, Jardim São João, Jardim Presidente Dutra, Parque Cecap, Lavras, Sadokim, Várzea do Palácio e Cidade Aracília,

“Esse projeto irá beneficiar mais de 300 mil pessoas diretamente e a população de toda a cidade indiretamente. É um marco para o município”, disse o prefeito Guti (PSD) à época.

O projeto conta ainda com a adequação do corredor viário da rua Jamil João Zarif em uma extensão de 3,5 km e do corredor de ônibus da avenida Natalia Zarif, com 4 km. Haverá também a implantação do loteamento Ponte Alta II numa área de 230 mil m² com 345 lotes residenciais, além de prédios com 378 apartamentos, áreas verdes, implantação de Ponto de Entrega Voluntária (PEV/LEV), unidade de pronto-atendimento (UPA), escola, quadra, área comercial e toda a infraestrutura com arruamento, pavimentação, drenagem e calçada.