Pioneira na adoção do uso de máscaras no País, Guarulhos segue distribuindo kits em comunidades

À frente das principais cidades do Brasil e de parte do mundo, a Prefeitura de Guarulhos adotou a obrigatoriedade de uso de máscaras no município no início de abril do ano passado, como forma de conter a disseminação do Covid-19 que se expandia no País. E mais ainda: implantou no dia 2 de abril o programa Máscaras pela Vida, ação direcionada a distribuir o equipamento de proteção para pessoas em situação de vulnerabilidade social e para comunidades carentes, que resultou na entrega 287.088 peças nos últimos oito meses

Nesta semana o programa Máscaras pela Vida irá percorrer novamente a Vila Carmela nesta terça, quarta e quinta-feira, dias 5, 6 e 7. O kit distribuído é composto por quatro máscaras de pano e um folheto com orientações de higiene para a prevenção à Covid-19.

Item essencial

A obrigatoriedade da utilização de máscara se tornou um grande aliado para conter a pandemia. Essa percepção foi o que levou Guarulhos a tomar logo de início essa medida, que tem a chancela de um estudo publicado em dezembro na revista Royal Society Open Science, garantindo que as máscaras faciais reduzem em até 99,9% o risco de propagar as gotículas de saliva maiores, apontadas como as principais responsáveis pela transmissão do vírus. O município decretou a obrigatoriedade da máscara no transporte público e em todo comércio desde abril, o que ajudou sobremaneira a segurar o avanço da doença.

O programa

Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (SDAS), o programa é desenvolvido em parceria com uma instituição social credenciada, a qual busca costureiras do município sem trabalho para a confecção das máscaras. Assim, há geração de renda às trabalhadoras, que são remuneradas.

Interessados em colaborar com o programa Máscaras pela Vida podem doar máscaras de tecido e insumos para confecção (tecidos, elástico e linhas) à SDAS, localizada na avenida Guarulhos, 2.200, Vila Augusta – telefone (11) 2087-7400.