TCU recebe estudos técnicos para implantação de people mover no Aeroporto de Guarulhos

O ministro Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União (TCU), recebeu da Secretaria Nacional de Aviação Civil os estudos que defendem a adoção do Aeromovel – o sistema de transporte que deve ser instalado no Aeroporto de Guarulhos para a ligação da Linha 13 Jade, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), aos terminais do aeroporto.

O projeto é do consórcio AeroGRU, indicado como o mais barato na concorrência. Ele é formado pelas empresas Aerom, HTB, FBS e TSEA, além da parceria com a Marcopolo Rail, que fabricará os veículos. As informações são de Ricardo Meier, do portal metrô CPTM.

Um dos estudos foi produzido pela Jakes Associates, empresa americana que atua no segmento de people mover. Segundo ela, atualmente existem 46 sistemas do tipo no mundo, além de outros em implantação. A empresa apontou que o sistema de Aeromovel é desenhado para suportar uma operação de um veículo com até 300 ocupantes e que o sistema de bombeamento de ar é 50% mais potente do que o necessário para mover um veículo com 200 ocupantes.

Sobre a atual situação, onde os passageiros que desembarcam na estação Aeroporto utilizam um ônibus para o deslocamento até os terminais a Jakes foi enfática: “embora esta ‘solução’ tenha sido aplicada por ano, ela provou ser complicada, cara e, em última análise, obsoleta para aplicações aeroportuárias. Trata-se de um serviço inconsistente, com problemas de acessibilidade, imprevisibilidade de rotas de transporte de superfície, transferência e problemas de passageiros com restrições de locomoção, entre outros. Além disso, os sistemas de ônibus circulando nas ruas e rodovias operam completamente à mercê das condições do tráfego local”, afirmou.

Já quanto a demanda, segundo a empresa GPO, baseando-se em dados de 2019 antes da pandemia do coronavírus, estima-se que 19% dos 117.814 usuários diários do aeroporto poderiam fazer uso da Linha 13-Jade, caso o acesso fosse facilitado pelo people mover, um movimento de cerca de 22.385 passageiros por dia, sem contar funcionários e visitantes.

De acordo com a descrição apresentada pelo consórcio, o sistema terá dois veículos operacionais, um com capacidade para 300 passageiros e outro para 200 passageiros. O tempo de viagem entre a estação da CPTM e o Terminal 3, o mais distante, será de 5,5 minutos com intervalo entre os trens mínimo de seis minutos para uma extensão total de 2.730 metros.