Sabesp volta a suspender cortes e renegociar débitos de clientes em Guarulhos

A partir do dia 1°/6, a Sabesp vai suspender cortes e renegociar débitos de clientes comerciais e de serviços dos municípios em que a empresa opera que estejam na fase de transição do Plano São Paulo.

As medidas já haviam sido adotadas do início de fevereiro ao fim de abril. Desta vez, têm validade até 31 de agosto.

O objetivo é minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia do
 coronavírus diante da situação de casos e internações em todo o Brasil. Cerca de 680 mil estabelecimentos do segmento Comercial e de Serviços que
 tenham consumo de até 100 m³/mês têm direito aos benefícios, válidos para municípios operados pela Sabesp.

 Como todo o Estado de São Paulo ainda hoje tem restrições – fase de
 transição –, todos os 375 municípios atendidos pela Companhia são
 atualmente contemplados. Desde fevereiro a abril, cerca de 10 mil
 negociações foram realizadas.

 Os débitos existentes com a Sabesp, incluindo os acordos firmados durante
 o período da pandemia, poderão ser renegociados sem aplicação de multa e
 juros, apenas correção monetária. O prazo para parcelamento será de 12
 meses, a partir da repactuação dos saldos em aberto.

 Além disso, não haverá nenhuma ação de negativação por débitos por parte da Sabesp, também até o fim de agosto deste ano, e os estabelecimentos que eventualmente tenham sido negativados durante a pandemia terão os efeitos suspensos imediatamente após a repactuação dos débitos com a empresa.

 Para renegociação, o cliente deve entrar em contato com a Sabesp pelo
 telefone 0800 055 0195.

 Esta é mais uma medida adotada pela Sabesp em benefício da população
 durante a quarentena imposta pela Covid-19 em São Paulo. De março a
 setembro de 2020 vigorou a isenção do pagamento das contas de água e
 esgoto dos clientes das categorias Residencial Social e Residencial
 Favela, abrangendo mais de 2,5 milhões de pessoas em todo o Estado.