Cemea recebe alunos da Prefeitura para oficinas e exposição indígena

Nesta quinta-feira (2) os alunos das Escolas da Prefeitura de Guarulhos (EPGs) Tarsila do Amaral e Chico Mendes participaram de oficinas com os representantes da aldeia multiétnica Filhos Desta Terra no Centro de Educação Ambiental (Cemea), no Parque Chico Mendes. No local acontece a exposição Conhecendo e Convivendo com os Povos Indígenas, que estará aberta ao público até este sábado (4), das 9h às 18h.

O evento de encerramento do Agosto Indígena contou com oficinas de dança, canto, contação de história e apresentação de artefatos e artesanatos feitos pelos indígenas das etnias Wassu Cocal, Pankararé, Pankararu, Tupi e Kaimbé, que moram na região do Cabuçu.

Os alunos da rede municipal tiveram a oportunidade de interagir e conhecer a cultura e a história dos povos indígenas, receber a pintura corporal que marca a identidade e a tradição do indígena brasileiro, além de montar um colar feito de sementes de açaí. 

A indígena Simone Pankararu abordou a importância de combater o desmatamento e do cuidado necessário com a fauna e a flora, que reflete no trabalho dos indígenas. “É da natureza que fazemos a coleta das sementes para a confecção dos nossos artesanatos e hoje, quando saímos para buscar a matéria-prima, não a encontramos com facilidade como antigamente, pois ao longo dos anos a nossa terra vem sendo devastada e poluída. Protejam e lutem por essa causa, porque ela não é só dos indígenas, mas sim de toda a humanidade”, disse.

Na ocasião, o professor José Leandro, da EPG Chico Mendes, que acompanhava as atividades ao lado de sua turma do 4º ano, ressaltou a relevância do tema para a rede municipal de ensino. “Muitas vezes o aluno pensa de forma folclórica sobre o povo indígena, então nada melhor do que as crianças ouvirem dos índios, que possuem propriedade no assunto”, destacou o professor. 

“Foi muito legal aprender as músicas com os indígenas, já que eles cantam muito bem, poder ouvir as explicações dos instrumentos musicais como o maracá, além de levar um colar para casa”, relatou Guilherme Donato de Aquino, de cinco anos, aluno da EPG Tarsila do Amaral.

A exposição indígena destaca a retomada das atividades presenciais no parque e no Centro de Educação Ambiental Chico Mendes, na região do Pimentas. Atualmente a Secretaria de Educação, por meio da Divisão de Educação Ambiental, organiza novas atividades e eventos para que a comunidade ocupe e aproveite mais esse espaço na cidade.