Prefeitura é premiada por trabalho realizado no enfrentamento à pandemia

Fotos: Ivanildo Porto/PMG

Nesta terça-feira (14) a Prefeitura de Guarulhos participou da primeira edição do Simpósio de Saúde do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), em Guararema, e foi premiada pela experiência exitosa no enfrentamento à pandemia de covid-19 em unidades de urgência e emergência administradas pela administração pública.

O evento, que apresentou o tema “Os desafios da saúde pública em tempos de pandemia”, recebeu 36 trabalhos municipais. A ação contou com a presença de mais de 180 autoridades e técnicos das 12 cidades que integram o Condemat (Guarulhos, Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Branca, Santa Isabel e Suzano). O prefeito de Guarulhos, Guti, eleito o novo presidente do consórcio para o mandato 2022, esteve presente juntamente com seu vice, Professor Jesus, e o secretário-adjunto de Saúde, Michael Rodrigues de Paula.

Para o prefeito Guti, que recebeu um tributo em reconhecimento ao trabalho executado no combate à covid-19, é uma enorme satisfação poder finalizar 2021 dividindo e comemorando experiências exitosas no combate à pandemia com as cidades vizinhas. “A batalha ainda não terminou, mas hoje saímos daqui mais fortes e inspirados, certos de que cada um de nós, juntamente com os profissionais de saúde, buscou alternativas e adotou as medidas possíveis para que pudéssemos passar por este momento com o menor impacto negativo possível, salvando o máximo de vidas”, disse.

Exemplo

O trabalho realizado em Guarulhos promoveu a expansão do atendimento a pacientes moderados e graves com suspeita e/ou diagnóstico de covid-19 em consonância com os Sistemas Nacionais de Vigilância, a Vigilância Sanitária e a Vigilância Epidemiológica. As ações permitiram o tratamento e a diminuição da propagação da doença quando o Brasil enfrentava o impacto da segunda onda da pandemia, no primeiro semestre deste ano.

Para isso, a estratégia da Prefeitura contou principalmente com a utilização da UPA Paulista e do PA Dona Luiza. A UPA Paulista, de três leitos fixos de emergência e dois extensivos passou a 20 leitos, enquanto que o PA Dona Luíza, de dois leitos de emergência passou a cinco leitos, o que causou um impacto positivo nos atendimentos do Samu, que obteve uma oferta maior para o encaminhamento dos casos.