Dia do Motorista: Guarulhos tem 646 mil condutores

Foto: Ivanildo Porto

Guarulhos possui um total de 646.525 condutores habilitados, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP). Somente nos últimos seis meses, 12.459 novos guarulhenses foram habilitados.

Os altos números da categoria na cidade refletem também sobre a quantidade de veículos. De acordo com a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), até junho deste ano Guarulhos contabilizava 753.183 veículos emplacados, sendo 487.939 automóveis, 21.365 caminhões, 34.911 caminhonetas, 102.806 motocicletas, 4.296 micro-ônibus e 3.933 ônibus, entre as demais categorias de veículos registradas no município.

Em todo o país, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), há mais de 74 milhões de condutores habilitados.

Sendo assim, com tantas pessoas compartilhando as ruas e estradas para trabalhar, viajar ou ter outros momentos de lazer, o condutor é homenageado com uma data específica no calendário: 25 de julho, dia de São Cristóvão, padroeiro de todos os motoristas. Segundo a Bíblia, o santo evangelizava as pessoas, carregando-as de um lado para o outro do rio. Por isso, a data passou e ser celebrada também em comemoração aos profissionais.

Mulheres

Levantamento do Detran-SP aponta que o número de motoristas mulheres que exercem atividade remunerada cresceu 17,54%, na comparação entre os anos de 2019 e 2021. O contingente de mulheres paulistas que incluíram a observação Exerce Atividade Remunerada (EAR) na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passou de 1.023.237, em 2019, para 1.202.747, em 2021. O total é o maior dos últimos cinco anos.

Em São Paulo, dados do ano passado demonstram que o público feminino representa 23% do total de motoristas que trabalham na condução de veículos e que possuem essa informação em suas habilitações.

O crescimento coincide com as crises sanitária e econômica em decorrência da covid-19, que consequentemente aumentaram a demanda dos serviços delivery de restaurantes, de entrega de produtos e de pessoas e de transporte por aplicativos. Muitas pessoas que perderam ou tiveram a renda reduzida viram o veículo como uma ferramenta para fonte de renda.

- PUBLICIDADE -