Falta de verba pode inviabilizar Guarulhos na Copa São Paulo

Antônio Boaventura

[email protected]

A falta de apoio financeiro pode inviabilizar a 19ª participação de Guarulhos na Copa São Paulo, principal competição de categorias de base do país. De acordo com informações obtidas pelo HOJE, o custo para sediar os jogos do torneio é de até R$ 200 mil, caso as quatro equipes do grupo necessitem de assistência. Desde 2017, Guarulhos GRU e Flamengo representam o município no certame nacional.


Apesar da indefinição, tanto o Corvo quanto o Índio guarulhense mantém seus planejamentos para a disputa da 51ª edição da Copa São Paulo, que está prevista para começar em janeiro de 2020. O estádio Antônio Soares de Oliveira, palco das partidas, passa por reformas para receber as partidas.
“É o principal evento esportivo da cidade, no qual temos no mínimo 20.000 pessoas no estádio Antônio Soares de Oliveira nos quatro dias de evento. Já faz parte do calendário do município. Tenho a certeza de que conseguiremos o aporte necessário para que tenhamos em 2020 a Copa em Guarulhos”, declarou Edson David Filho, presidente do Flamengo. Já Ricardo Agea, presidente do Guarulhos, GRU também demonstrou confiança.


Até o momento, a Federação Paulista de Futebol (FPF) já confirmou 14 cidades como sede da próxima edição da popular Copinha – Araraquara, Barueri, Bauru, Diadema, Franca, Indaiatuba, Itapira, Itu, Jaú, Jundiaí, Marília, Porto Feliz, Sertãozinho e Taubaté. Entretanto, “Sim”, sintetizou Agea.


Em caso de ausência de Guarulhos na competição, não haverá a possibilidade de participação de Guarulhos GRU e Flamengo na condição de convidados. Nas últimas três edições, o Índio levou a melhor sobre o Rubro-Negro. O time azul e branco venceu dois confrontos e perdeu apenas um dérbi regional.

Foto: Ivanildo Porto