Segurança e lazer são aspectos essenciais para moradores de condomínios em Guarulhos

Antônio Boaventura

[email protected]

Segurança e lazer em primeiro lugar. Estes são os principais aspectos apontados pelos moradores de condomínios em Guarulhos. Os mesmos também destacaram a infraestrutura e o custo benefício. Em média, aqueles que optam por morar nestas estruturas desembolsam a quantia de R$ 600 por mês para a manutenção das mesmas.

“É muito gratificante. A gente tem uma segurança muito boa e o condomínio é bem cuidado e acredito que seja um dos melhores de Guarulhos. Tem também o custo benefício, além de ter uma boa infraestrutura como salão de festas, área de lazer, arborizado e a área para as crianças”, disse Miguel Carlos, aposentado e morador a 33 anos do condomínio Ville de France, localizado na Vila Augusta.

Já a arquiteta Débora da Fonseca destacou a mudança de comportamento e sua adaptação a rotina em relação à nova estrutura de moradia a que se submeteu. Ela é moradora a quase três anos do condomínio horizontal Forest Hills, localizado na Vila Rio de Janeiro.

“Sempre morei em casa com meus pais e depois de casada fui morar em condomínio e percebi a diferença. Tenho mais liberdade, principalmente com os filhos por possibilitar a oportunidade de desfrutar da infraestrutura, já que eles conseguem brincar a vontade e sem contar a segurança”, declarou Débora da Fonseca.

Em contrapartida, a advogada Simone Fontes, que também habita o condomínio Forest Hills, entende que a segurança é o principal aspecto deste modelo habitacional. Simone também ressaltou a possibilidade de ofertar a seus filhos opções de lazer sem que haja uma preocupação excessiva com a segurança deles.

“O que me fez vir para um condomínio horizontal foi à segurança. Tenho três filhos e trabalho todos os dias e tenho que estar fora o dia inteiro. Como eles não ficam o dia inteiro na escola é necessário ter a liberdade de sair e de brincar, e isso eu não teria disponibilidade em uma casa numa via pública”, concluiu.

Síndico profissional é alternativa de modernização da gestão dos condomínios

Com a crescente dos condomínios horizontais e verticais nos grandes centros, surgiu a alternativa da implantação do serviço de gestão destes empreendimentos realizada pelos síndicos profissionais. O aposentado Lúcio Pinto embarcou nesta tendência e atende cerca de 1.500 famílias em diferentes estruturas em Guarulhos.

“Hoje atuo somente em Guarulhos neste mercado totalmente novo e em franca expansão. Participo de cursos e congressos para minha especialização, já que este é um mercado que muda sua legislação constantemente. Essa é a tendência e está para ser regulamentado. Estamos com cerca de 100 novos condomínios novos na Grande São Paulo”, explicou Lúcio Pinto, síndico profissional.

De acordo com Pinto, por diferentes fatores, os moradores estão abdicando da possibilidade de administrar o condomínio em que moram. Ele também aponta a falta de isenção como um aspecto diferencial para que um terceiro possa assumir a gestão dos empreendimentos e fazer com que as diretrizes aprovadas sejam realmente cumpridas.

“Ninguém quer mais ser síndico em condomínio. É difícil a pessoa atuar como síndico e morador do mesmo condomínio e se colocar totalmente isento. Ele acaba que em alguns momentos não conseguindo ser isento, até por que ele precisa punir, repreender e fazer com que as regras seja cumprida”, concluiu.