Professores do Eniac representam o Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio

Os professores Gilson Daniel Del Santo e Andrews de Alencar Martins, do curso de Educação Física do Centro Universitário Eniac, são dois dos representantes brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Ambos já viajaram à cidade que acabou de sediar os Jogos Olímpicos e que, a partir do dia 24 de agosto, receberá os Jogos Paralímpicos – evento esportivo que também está entre um dos maiores do mundo.

Gilson vai trabalhar como estatístico da seleção brasileira masculina de vôlei sentado, enquanto Andrews atuará como técnico da seleção de tênis de mesa (masculina e feminina). “Toda história tem um início e a minha vida profissional como treinador de tênis de mesa começou no ENIAC. Eu ainda tinha 16 anos, em 1999, quando comecei. Também me formei em Processos Gerenciais na instituição e, como atleta, cheguei a disputar torneios com o patrocínio do ENIAC. Sempre mantive um vínculo e sou muito grato”, afirmou Andrews.

Sobre a sensação de defender as cores do Brasil nos Jogos Paralímpicos, o técnico resumiu: “É indescritível. É de orgulho. Toda vez que visto a camisa da seleção brasileira, sinto que represento várias classes: a social da qual eu saí, a de atletas, a de professores de Educação Física, a de treinadores e, agora, também, a de inclusão social. Isso traz uma responsabilidade gigantesca. Há muito a se trabalhar e conquistar”.

Gilson foi na mesma linha de Martins. “É o ápice da minha vida profissional. Todos os que trabalham com Educação Física almejam chegar a eventos tão importantes, como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Na Rio-2016, trabalhei como estatístico no vôlei tradicional [responsável por registrar dados do jogo, como bloqueio, pontos de ataque, aces etc.] para o Comitê Olímpico Internacional (COI). Agora, estarei representando o meu país. É um privilégio”.

O professor também fez questão de enaltecer o papel do ENIAC no seu desenvolvimento profissional. “Só tenho a agradecer a todos os que me estenderam a mão durante a minha trajetória. O ENIAC possui uma cultura esportiva, inclusiva e de inovação. É uma instituição que sempre olha para frente”, destacou. “Nestas horas, eu paro e penso no lugar de onde saí. Chegar ao topo aumenta a nossa responsabilidade, pois passamos a ser referências”, completou.

Seu discurso ganhou eco nas palavras do professor Fábio Kao, coordenador do curso de Educação Física do ENIAC. “Com dois professores na delegação brasileira, nossos alunos percebem que temos docentes de extrema competência, capacitados e renomados. Isso mostra que nosso curso é muito forte e impacta positivamente nas expectativas futuras dos estudantes da instituição. Eles olham para os professores e se inspiram em seus exemplos. Entendem que é possível alcançar os seus objetivos. Sejam lá quais forem”, avaliou.

Mantenedor do ENIAC, o professor Ruy Guérios afirmou que está muito orgulhoso dos profissionais, independentemente dos resultados que serão obtidos em Tóquio. “A seleção masculina de vôlei sentado quase conquistou uma medalha na Rio-2016. Terminou em quarto lugar. Sempre ficamos na torcida, mas, mesmo que não venha a medalha, no vôlei ou no tênis de mesa, já considero os nossos mestres verdadeiros vencedores. São nosso orgulho! Em nome do ENIAC, desejo boa sorte a eles e a toda delegação paralímpica brasileira”, afirmou. 

Paradens

Em julho, cerca de um mês antes do início dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, o ENIAC recebeu uma etapa do PARADENS – Programa de Desenvolvimento Paralímpico. O principal objetivo do PARADENS é a capacitação técnica de professores de educação física, que atuam em escolas (pública e privada), entidades e clubes. A ideia é proporcionar conhecimento teórico e prático do esporte paralímpico a estes profissionais, bem como a alunos de graduação do último ano de Educação Física.

Entre os dias 13 e 16 de julho, o Centro Universitário ENIAC sediou treinamentos, com aulas práticas, aplicação de técnicas e adaptações necessárias no processo educativo-esportivo referentes às seguintes modalidades: vôlei sentado, goalball, bocha e natação.