EPG Tom Jobim participa da Mostra da Jornada Ecoviver

Foto: Divulgação/PMG

Na última quarta-feira (3) a EPG Tom Jobim, localizada no bairro Cidade Seródio, realizou com os alunos do Atendimento Educacional Especializado (AEE) a Mostra da Jornada Ecoviver. As crianças participaram ativamente do projeto e se dividiram em diversas missões para identificar os problemas do entorno da escola e propor ações de melhorias em relação ao meio ambiente e ao trânsito.

A ação contou a com a participação dos familiares dos alunos, da professora do AEE, Silmara Pereira de Souza, além da coordenadora do projeto Ecoviver, Elaine Lopes, e da equipe escolar. A partir da observação os estudantes puderam perceber ações para o cuidado do entorno escolar e cada educando propôs melhorias para o espaço.

O resultado da iniciativa foi uma mostra digital. Os educandos foram representados por meio de bonecos com os seus rostos e em sua camiseta havia a imagem de um celular com um QR Code. Ao apontar a câmera para a camiseta o visitante era direcionado a um vídeo do YouTube com a produção da criança.  

“Essa mostra, além de ser um trabalho de educação inclusiva, é uma ação de inclusão digital e social, porque envolveu os alunos para a vivência e para seu entorno, reconhecendo-se como sujeito de transformação, com a participação da família e mostrando o quanto a escola está envolvida em temas pertinentes à realidade de cada criança”, explicou a professora Silmara.

Ecoviver  

O Projeto Ecoviver foi criado em 2006 e envolve professores, alunos e a comunidade de escolas públicas dos municípios dos estados do Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo, viabilizado pela lei de incentivo à cultura (Lei Rouanet), do Ministério da Cidadania, e patrocinado pelo Grupo EcoRodovias.  

A Jornada Ecoviver é a proposta metodológica do Projeto Ecoviver. Baseada na ludificação da educação, ela é composta por cinco etapas: início, descobrir, planejar, agir e nossa história. Com abordagens ativas (como sala de aula invertida e contação de histórias) e materiais de apoio (tabuleiro, cards, fichas e murais), as etapas fluem até a conclusão do projeto, com as mostras teatrais. A cada edição anual – durante as atividades escolares da jornada – alunos e professores realizam ações de transformações socioambientais no entorno da sua comunidade escolar por meio de atividades relacionadas a questões da sustentabilidade, apoiadas nas artes cênicas.